fbpx

Não há dúvida de que o perfil profissional de Eficiência Energética está mudando. Nos próximos anos, a digitalização terá papel central, puxada por temas como IoT, redes e cidades inteligentes e mecanismos de resposta à demanda. O conhecimento técnico tradicional não será suficiente para navegar com sucesso no setor da energia, e da EE e energias renováveis em especial. Estudo elaborado pela GIZ para o MEC, liderado pela Mitsidi em parceria com professor da USP e diretor da Fundação CERTI, explora não apenas os perfis que serão demandados dos profissionais de EE nos próximos anos, como também os currículos escolares e universitários que serão necessários para formar e preparar esses profissionais, com base em entrevistas com múltiplas universidades, pesquisa de referências brasileiras e internacionais, diálogo com especialistas e empresas do setor e parceria com o SENAI. Esta palestra tem como objetivo apresentar os resultados deste estudo tão relevante para todos os envolvidos no setor de eficiência energética e de energia em geral.

Objetivos de Aprendizagem:

1-Conhecer a relação entre a digitalização e o setor de energia
2- Entender a oferta de cursos existentes na área de digitalização em energia
3- Saber a demanda do mercado e profissões que serão impactadas ou terão maior demanda no próximos 2, 5 e 10 anos no Brasil.
4- Visualizar quais são as novas disciplinas para atualização de currículos nas universidades

Palestrante:

Cesare Quinteiro Pica
Diretor do Centro de Energia Sustentável, Fundação CERTI

Graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade Federal de Santa Catarina (1998), com mestrado pela mesma Universidade (2002) e Doutorado em Engenharia Elétrica pelo Politecnico di Torino, Itália (2008), com enfoque em sistemas de geração por fontes de energia renovável. Tem experiência na área de projetos e sistemas de energia elétrica, atuando principalmente nos seguintes temas: geração distribuída, energias renováveis, microrredes, condicionamento e qualidade de energia, eficiência energética, energia 4.0 e mobilidade elétrica. Atualmente é diretor executivo do Centro de Energia Sustentável da na Fundação CERTI – Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras.

Alberto Hernandez Neto
Professor, Universidade de São Paulo

Professor livre docente da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo no Departamento de Engenharia Mecânica. Atua na área de climatização e refrigeração com ênfase em eficiência energética, modelagem e simulação de sistemas de refrigeração e ar condicionado. Membro da ABCM (Associação Brasileira das Ciências Mecânicas), ANPRAC (Associação Nacional de Profissionais de Refrigeração, Ar Condicionado e Ventilação) e IBPSA (International Building Performance Simulation Association).