fbpx

A apresentação explica as principais características da certificação brasileira “GBC Brasil Zero Energy” visando o desempenho energético aprimorado a partir da utilização de simulações de energia, tanto para pré-certificação, como para certificação. A área da modelagem de energia de edificações ou BEM em inglês (Building Energy Modelling) é uma disciplina ainda pouco explorada na conceição de projetos de arquitetura, a nível nacional e internacional. A modo de referência útil para projetistas e simuladores será explica a metodologia de trabalho da norma ANSI/ASHRAE 209-2018, indicando um procedimento lógico e sequencial para avaliar, calibrar e acompanhar o consumo de energia durante todo o processo de projeto do edifício.

Inerente a este processo está a melhoria da qualidade e confiabilidade dos projetos de especialidades ao longo do tempo, com a redução das emissões de carbono (energia incorporada-operacional) e a utilização de energias renováveis nos projetos em sinergia com medidas de alta eficiência energética.

O impacto que o uso da norma Ashrae 209-2018 tem quando aplicada a edifícios que buscam ser zero energia, leva a uma mudança de paradigma no processo de projeto, bem como nas operações e funcionamento de edifícios. As áreas de simulações de energia e projetos, são imensamente favorecidas porque o tiram vantagem do  potencial das ferramentas de análise dos softwares. Por outra parte a Certificação seria beneficiada com uma referência normativa e metodológica que pode ser muito útil para ajudar ao processo integrado de projeto, e de fato auxiliar aos profissionais envolvidos para projetar uma edificação autossuficiente em energia.

Finalmente será apresentado uma panorama nacional do status em que se encontra a indústria da construção brasileira em relação aos edifícios zero energy/carbon, as perspectivas para aumentar a produção deste tipo de edificações no mediano/longo prazo, e o impacto direto que tem na mitigação das mudanças climáticas.

Objetivos de Aprendizagem:

1-Entender a importância central do desempenho energético na certificação GBC Brasil Zero Energy;
2-Descrever as principais características da área de simulações de energia aplicada a projetos de alto desempenho energético;
3-Explicar os procedimentos fundamentais para projetar edifícios autossuficientes em energia;
4-Apresentar o contexto nacional e perspectivas futuras os edifícios zero energy/carbono.

Palestrante:

Pablo Antonio Hidalgo Sandoval
Diretor, PHS Eficiência Energética

Arquiteto (U. Chile) e Master of Sustainable Design pela University of Sydney. Na Austrália, trabalhou para Cox Architecture desenvolvendo projetos sustentáveis em países tropicais e elaborou o Manual ESD (Ecollogically Sustainable Development). No Chile, trabalhou para os maiores escritórios de arquitetura do pais, desenvolveu Bases Técnicas de Eficiência Energética para o Governo, foi professor da Universidade do Chile e colaborador da Revista CA (Colegio de Arquitectos). No Brasil trabalhou para empresas multinacionais implementando Programas de Eficiência Energética para edifícios existentes (Operação e Manutenção) e melhorando o desempenho energético-ambiental dos sistemas prediais. Foi presidente do Comitê de Energia e Atmosfera para o Referencial CASA/Condomínio do GBC Brasil e colaborador da Certificação Zero Energy. Desde 2011 vem dando cursos e palestras sobre o energia e sustentabilidade para universidades como FAAP, Mackenzie, Unicid e outras instituições privadas. Fundou em 2017 a PHS Eficiência Energética, empresa especializada em Eficiência Energética, Conforto Ambiental, Simulações computacionais e Edifícios Zero Net Energy. É Professor de Eficiência Energética na Universidade Presbiteriana Mackenzie e Auditor de Energia & Atmosfera para as Certificações do GBC Brasil.